Morre José Messias, um dos jurados mais conhecidos da TV

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

José Messias

josé messias

José Messias, ex jurado do programa de calouros Raul Gil, morreu neste dia 12 de junho no Rio de Janeiro aos 86 anos de idade.

Eu assisti muito Raul Gil na época dos calouros e gostava demais do José Messias. Que descanse em paz e que a família seja confortada por Deus.

José Messias já estava internado há alguns dias no Hospital Italiano, no Grajaú.

Segundo o site Wikipédia, José Messias era compositor, cantor, escritor, músico, radialista, apresentador e produtor de programas de rádio e televisão, além de jornalista, crítico musical e jurado musical em programas de talentos na televisão.

Personagem de destaque expressivo na cultura artística brasileira durante várias décadas, desde a era de ouro do rádio e o início da televisão no país, José Messias representa a história viva dessa convergência de comunicação no Brasil nos séculos XX e XXI.

Carreira e obra (segundo o site Ego)
Em 1945, começou a atuar no programa “Papel carbono” apresentado por Renato Murce na Rádio Nacional. Trabalhou como secretário de Herivelto Martins. Em 1952, teve sua primeira música gravada, “A dança do coça coça”, lançada por Heleninha Costa. Por essa época, escreveu para jornais e revistas. Em 1955, estreou na Rádio Mayrink Veiga apresentando seu próprio programa. Atuou depois nas rádios Mundial, Carioca, Metropolitana, Tupi, Guanabara e Nacional. Ainda em 1955, teve o samba “A mão que afaga”, com Raul Sampaio, gravado na Continental pelos Vocalistas Tropicais. Em 1956, estreou em discos pela gravadora pernambucana Mocambo, registrando de sua autoria e Carlos Brandão a batucada “Macumbô” e o samba “Deus e a natureza”.

Em 1957, gravou na Copacabana os sambas “Ai, ai, meu Deus”, de Amorim Roxo e Nelinho e “Vou beber”, de sua autoria e Carlos Brandão.

Em 1959, gravou pela Continental o mambo “Você aí”, de sua autoria e o samba “Fim de safra”, de Luiz de França e Zé Tinoco. Nesse ano, seu samba “O sono de Dolores”, em homenagem a Dolores Duran que acabara de falecer, foi gravado por Angela Maria e Mara Silva na Copacabana. Em 1960, gravou na Polydor as marchas “Marcha da condução”, de sua autoria e “Garoto solitário”, de Adelino Moreira, com a qual fez sucesso no carnaval do ano seguinte. Ainda em 1960, seu bolero “Chega” foi gravado por Carlos Augusto. Em 1961, gravou na Philips, de sua autoria, o rock “Rock do Cauby”, e de Edgardo Luiz e Geraldo Martins o samba “Amor de verão”. Em 1962, obteve destaque com a “Marcha do Carequinha”. Gravou na Mocambo o chachacha “Garrincha-cha”, de Rutinaldo, homenagem ao jogador de futebol Garrincha, do Botafogo do Rio de Janeiro. Nesse ano, seu bolero “Pecador”, foi gravado por Silvinho. No começo dessa década, foi um dos radialistas que mais apoiou o movimento ligado ao rock, tocando as músicas e apresentando os artistas ligados à Jovem Guarda.

Em 1963, gravou na RGE o “Twist do pau de arara”, de Raul Sampaio e Francisco Anísio e o “Cha cha cha do Carequinha”, de sua autoria. Ainda nesse ano, gravou na Odeon as marchas “Deus tem mais pra dar”, de Valfrido Silva, Gadé e Humberto de Carvalho e “Marcha do pica-pau”, de Valfrido Silva e Humberto de Carvalho. Também no mesmo ano, teve a música “Aconteça o que acontecer” gravada pelo Trio Esperança.

Em 1969, gravou a música “Terreiro de outro rei”, de sua autoria no LP “O fino da roça”, de Jackson do Pandeiro. Atuou também nas TVs Tupi, Continental, Rio e Excelsior. Na TV Tupi participou dos programas “Flávio Cavalcanti” e “A Grande chance”. No SBT, de São Paulo, participou desde o ano 2000 do Programa Raul Gil, bem como teve atuação muito permanente nas mais diversas emissoras da radiofonia carioca, especialmente a Rádio Nacional do Rio de Janeiro.

Em 2000, teve a música “Travesseiro” relançada na voz de José Ricardo no CD “José Ricardo – Serenata Suburbana”, do selo Revivendo. Em 2002, produziu o CD “Seleção Nota 10 De José Messias” pela Warner. (*Fonte: Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira)

R.I.P José Messias 🙁

josé messias  josé messias

 

(Imagens de: Google Images)

**Compartilhe com seus top amigos**

Comments

comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×