Dê um fim nas olheiras!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Olheiras

Entre os fatores que ajudam no desenvolvimento das olheiras destacam-se o consumo de bebida alcoólica, o tabagismo e a TPM,  que promovem a vasodilatação, escurecendo ainda mais a região.

Um quadro de olheiras pode ainda piorar em caso de noites mal dormidas, cansaço e esgotamento; é quando surgem os sinais arroxeados devido à oxigenação e irrigação sanguíneas deficientes, que danificam pequenos vasos na área dos olhos.

As olheiras são comuns em qualquer fase da vida de homens e mulheres, até mesmo em crianças. Podem surgir em pessoas de todas as etnias, no entanto, é mais frequente e acentuada em alguns povos”, explica a dermatologista Anelise Ghideti, da AE Skin Center. Árabes, turcos e indianos estão nesta lista, e quem tem herança genética desses povos também.

Outros fatores que provocam olheiras:

– a deposição de pigmentos escuros (a melanina, que dá cor à pele)

– pele muito fina, que permite a visualização dos vasinhos sob

– a presença de vasos capilares exuberantes de coloração arroxeada (altamente perceptíveis)

– sulco na pele abaixo dos olhos, o que produz sombra

Há várias formas de tratamento para amenizar as olheiras, desde o uso de cremes adequados para esta região – fórmulas com hidratantes, descongestionantes e despigmentantes – até procedimentos estéticos realizados em consultório, como luz intensa pulsada, laser fracionado, peeling químico e preenchimento. Existem ainda as receitas caseiras para diminuição dos vasos, que deixam o pigmento sanguíneo evidente, como as de compressas geladas de chá de camomila ou de água filtrada – o gelo diminui o calibre dos vasos ao contraí-los – ou ainda do uso de hidratantes, como óleo de amêndoas e cremes para assaduras, para aumentar a espessura e ajudar na sustentação da pele, evitando que as ramificações fiquem aparentes e melhorando a coloração local.

De acordo com a Dra. Anelise, hábitos de vida saudável previnem e impedem a piora das olheiras. Ela dá algumas dicas: “Use filtro solar diariamente, durma bem, prefira alimentos naturais, evite o cigarro e bebidas alcoólicas, remova a maquiagem antes de dormir e hidrate-se (de 2 a 3 litros de água por dia)“.

Teste da olheira
Um teste simples para fazer em frente ao espelho ajuda a identificar qual a característica da olheira. Você deve limpar bem a pele, chegar perto do espelho, esticar a pele da olheira para baixo:

– se você conseguir ver os vasinhos, significa que a pele está arroxeada por causa dos vasos

– se a pele se mantiver escura, a causa é o excesso de pigmentação

–  se vc vê uma sombra no rosto, a olheira é profunda

Sobre a Dra. Anelise Ghideti:

A Dra. Anelise Ghideti  (CRM 109.432), da AE Skin Center, é dermatologista formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Médica colaboradora no Ambulatório de Doenças das Unhas no Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP.

www.aeskincenter.com.br

olheiras

(Imagem de: reprodução)

**Compartilhe com seus top amigos**

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×